1º Casamento Comunitário de São João da Paraúna

Título de Cidadão São-Joãonense
29 de setembro de 2017
Goiás na Frente chega a São João da Paraúna
4 de dezembro de 2017

O primeiro casamento comunitário de São João da Paraúna aconteceu em dezembro de 1997. Nesta segunda edição, 14 casais de idades distintas, da cidade e zona rural, subiram ao altar. Segundo Nroner de Paula e Silva, os critério para participação foi: casais com famílias já constituídas há mais de dois anos e com dificuldades de arcar com as despesas dos emolumentos cartorários, vestuários e recepção. A cerimônia foi realizada pela juíza de paz Lorraine Rosa.

Morando juntos há 31 anos, Adevair Alves Martins (63) e Maria Rita Ramos da Silva (52) falaram do desejo de realizar o casamento, mas não tinham recursos. “Sempre tive o sonho de casar, mas nunca sobrava dinheiro pagar os papéis, para dar uma festa bonita, cheia de parentes e amigos”, observou Maria Rita. Disse que ficou sabendo do Casamento Comunitário por meio de uma amiga e logo tratou de efetivar a inscrição. “Hoje estou realizando o meu sonho e do meu marido. Tudo foi muito bonito e fiquei muito emocionada, pois sempre esperei este momento”, ressaltou a mulher. O casal tem dois filhos e dois netos e todos estavam no casamento.

A solenidade contou, ainda, com a presença do juiz da comarca de São Luís de Montes Belos, Peter Lemke Schrader; do vice-presidente da câmara de vereadores local, André Luís Duarte dos Santos; do presidente Regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) da região, Henrique de oliveira Brito; e do presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM), prefeito de Hidrolândia Paulo Sérgio de Rezende; além de servidores do Judiciário de Paraúna e moradores da região. (Texto:Lílian de França; Fotos: Wagner Soares – Centro de Comunicação social do TJGO)